Diferente do que muitos pensam, a contagem da idade gestacional não começa a partir do dia da concepção, e sim a partir do primeiro dia da última menstruação da mamãe. Essa definição se deve ao primeiro dia da última menstruação ser um marco, enquanto o dia da concepção nem sempre é fácil de ser identificado.

Duas importantes fases são estabelecidas no desenvolvimento do bebê: o período embrionário e o período fetal.

Período embrionário: corresponde às primeiras nove semanas desde o dia da concepção até quando todos os órgãos e sistemas são formados – organogênese. Esse é um período de muita vulnerabilidade e nessa fase chamamos o bebê de embrião.

Período fetal: é iniciado a partir da décima semana pós-concepção e se estende até o nascimento. É nesse período que os órgãos que já estão formados sofrerão um processo de crescimento e amadurecimento, até que se formem completamente no término da gestação. Apesar de o nascimento poder variar de 38 a 42 semanas, normalmente ele acontece na 40º semana.

Ainda que muitos espermatozoides penetrem o revestimento externo do óvulo, somente um consegue fertiliza-lo. Os cromossomos da mãe e do pai se aproximam no centro do óvulo e milhares de informações genéticas são agregadas para que o cromossomo do bebê seja formado. A fusão dos núcleos do espermatozoide e do óvulo marca a formação do zigoto e o fim da fecundação. Nesse instante, o sexo do bebê é determinado – em decorrência do cromossomo sexual do espermatozoide do pai, que pode ser X ou Y.

A concepção ocorre no início da terceira semana. Os espermatozoides e o óvulo se encontram na trompa, sendo esse um processo com duração de aproximadamente 24 horas. Curiosidade: Para fazer esse caminho, os espermatozoides gastam cerca de 100 horas!

Assim que o embrião entra na cavidade uterina (no final da quarta semana) inicia-se a fase de implantação, em que o futuro bebê irá buscar o melhor local do revestimento para se instalar. As células dividem-se em dois grupos, um que irão originar a placenta e outro que irá formar o bebê.

2017 © Todos os Direitos Reservados - Dra. Maria Angélica Belonia

Desenvolvido por KION | Soluções Web